sexta-feira, 13 de abril de 2012

Lua de Mel - Santiago, Chile (Parte I)

 
A primeira vez que ouvi falar sobre um casal que foi passar a lua de mel em Santiago, no Chile, achei o roteiro meio estranho. É óbvio que esse pensamento foi fruto da minha total ignorância sobre o país e, em especial, sobre essa linda cidade, tão pertinho de nós brasileiros.
Por coincidência, há aproximadamente dois anos eu, minha mãe e meu irmão pequeno aproveitamos as milhas na TAM e fomos conhecer Santiago. Eles nunca tinham viajado para o exterior e a viagem parecia acessível, tanto no aspecto financeiro como em relação à língua.
Fomos num vôo direto (creio que em torno de 4 horas) e adoramos a cidade! Nenhum de nós conhecia neve, então foi uma grata surpresa estar em Santiago, com suas lindas e diversas paisagens.
Há menos de um ano voltei à cidade acompanhada do meu noivo e constatei que Santiago pode sim ser o roteiro romântico ideal para uma lua de mel.
Por isso, ao fazer o segundo post sobre o tema, resolvi falar desse lugar encantador, o qual recomendo de olhos fechados!
Vou começar dando dicas iniciais sobre a viagem e falando de alguns pontos turísticos. As demais informações virão no próximo post.

DICAS IMPORTANTES:
1) Primeiramente eu sugiro que façam pesquisas sobre o clima. Muitas vezes a temperatura local inviabiliza qualquer roteiro, por mais perfeito que ele pareça. Nas duas vezes em que estive em Santiago fui em Julho e o clima estava perfeito: mais frio do que estamos acostumados, embora perfeitamente tolerável, o que, aliás, favorece a visita às montanhas para conhecer as estações de esqui.
2) Pesquise nas companhias aéreas o preço das passagens e verifique a disponibilidade dos trechos com milhas. A Gol e a Tam possuem vôos diretos para lá com saídas de Brasília.
3) Pesquise os hotéis e cogite se hospedar num flat. Essa é uma opção muito interessante, já que o flat oferece a comodidade de poder cozinhar. Assim, vocês poderão comprar vinhos chilenos maravilhosos a preços baixos, bem como cozinhar pratos com frutos do mar, que possuem preços igualmente agradáveis.
4) Confira a data de emissão da Carteira de Identidade. Tanto no Chile como na Argentina há necessidade de apresentar a carteira de identidade com menos de 10 anos de emissão. Não que isso vá te impedir de entrar no país, inclusive conheço pessoas que foram com carteiras mais antigas e entraram numa boa, mas é melhor evitar problemas, não é? Vai que o tiozinho da Alfândega não vai com a sua cara! rs
5) Separe casacos, mas não se preocupe demais com isso. Lá você pode comprar algo mais quentinho um pouco mais em conta que aqui. E quanto à roupa de esqui, você aluga nas estações ou em lojas espalhadas pela cidade.
6) Compre um guia de conversação para viagem na língua espanhola. As dicas de frases mais usadas e, principalmente, de comida, ajudam bastante!
7) Por último: ande de metrô! Há muitos táxis rodando por lá, mas o metrô é super eficiente, limpo e serve uma grande extensão da cidade, além de ser barato.

PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS:

Plaza de Armas: praça linda, situada no marco zero da cidade, rodeada de prédios históricos, dentre os quais a Catedral Metropolitana e o Museu Histórico.
plaza de armas
 
Cerro San Cristóbal: montanha que oferece visão privilegiada da cidade de Santiago e garante fotos lindas! A subida até o topo pode ocorrer de funicular, a pé ou de táxi, mas eu recomendo a primeira opção.
cerro san cristobal chilecerro san cristobalcerro

Palácio de La Moneda: é o palácio do governo chileno, com ar bastante formal e situada numa avenida bastante movimentada de Santiago.
palacio de la moneda chilepalacio de la moneda

Vinícola Conha Y Toro: vinícola famosinha um pouco mais afastada de Santiago. É um dos passeios mais legais que já fiz. O guia nos leva para conhecer toda a vinícola e comenta sobre a fabricação dos vinhos, sendo que durante o trajeto é possível experimentar alguns vinhos produzidos por eles. É de lá que vem a lenda do Casilero del Diablo. É possível ir de metrô e pegar um táxi até a vinícola, o que sai bem mais barato que pagar o passeio para as empresas, além de ser muito mais interessante.
Desktop8

Vinícola Cousiño Macul: A visita guiada é semelhante àquela realizada na Concha Y Toro, mas os vinhos de lá são, na minha humilde opinião, mais saborosos! Ficamos encatados com o lugar e trouxemos um monte de vinhos de lá! Também é possível ir de metrô e pegar um táxi até a porta da vinícola.

Estações de esqui: para quem não conhece neve Santiago é um paraíso. As três principais estações ficam situadas no alto da montanha e a subida pela Cordilheira dos Andes é deslumbrante. Coisa de doido... rs... Há muitas empresas que prestam esse serviço de te levar até a estação, além de oferecer o aluguel da roupa de frio e dos equipamentos de esqui. Nós utilizamos a Ski Total e ficamos satisfeitos. Agora... prepare o bolso! Para quem vai apenas passear na estação já é um pouco caro, mas para quem resolveu se aventurar e esquiar o preço é mais salgado ainda.
Aconselho a escolher estações mais simples e baratas, onde você poderá ter aulas e, só depois, conhecer as outras mais altas e íngremes. Eu e meu irmão ficamos um tempão tentando sair do lugar, ele com snowboard e eu como esqui mesmo, mas foi um total desastre! rs... É bem difícil!!!
As estações mais conhecidas são as seguintes:
Desktop6

Bairro de Las Condes: é um bairro bem bonito, delicioso para passear num fim de tarde. As casas são lindas e quem se encanta por arquitetura fico encantado com o lugar. É lá também que fica o Shopping Parque Arauco, o lugar ideal para fazer compras, se sentir um chileno e almoçar bem.

Valparaíso e Viña del Mar: cidades próximas a Santiago, que podem ser conhecidas no mesmo dia. Valparaíso é uma cidade histórica que abriga uma das casas de Pablo Neruda, e Viña del Mar é uma cidade litorânea da costa do Oceano Pacífico com uma paisagem muito bonita.
valparaiso chile         valparaiso vina del mar chilevina del mar
Continua no próximo post.
 
Beijos

5 comentários:

  1. Olá, Tudo bem?

    Não sei se continua atualizando esse blog, o conheci hoje e estou amando. Principalmente por esse post sobre o Chile.
    Não encontrei a continuação, confesso que fiquei curiosa.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosa Maria, eu descontinuei o blog. Mas confesso que estou pensando em retomar. Visitas como a sua me animam!!! Beijos

      Excluir
  2. É verdade tambem queria ver a continuação.... Por que parou? Bem eu vou viajar com a minha noiva dia 10/04/17 no outono. Confesso que não pensei na lua de mel e em sair do Brasil e ver neve, quando decidimos a data do casamento kkkk estava um clima fresco aqui no Rio de Janeiro. Mas não tinhamos nem pensado na lua de mel. Estamos muito ansiosos, não queremos prorrogar.

    ResponderExcluir
  3. Olá, pelo visto desanimou do blog... Por favor continue a escrever, estou planejando minha lua de mel em Santiago. Sua experiência pode nos ajudar... Obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Olá, pelo visto desanimou do blog... Por favor continue a escrever, estou planejando minha lua de mel em Santiago. Sua experiência pode nos ajudar... Obrigada!

    ResponderExcluir

Comenta noivinha: